Quatro mandados judiciais são cumpridos contra supostos funcionários fantasmas

57
Foto - Crédito - Denarc - Araguaína

Uma ação conjunta de combate à criminalidade, deflagrada, na manhã desta sexta-feira (23), por policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), e da Divisão Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC), resultou no cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão em desfavor de pessoas suspeitas de peculato, sendo três em Araguaína e um em Carmolândia, no Norte do Estado.

De acordo com o delegado José Anchieta de Menezes Filhos, responsável pelo caso, a ação é uma continuação da operação que investiga a possível existência de funcionários fantasmas que, supostamente estariam lotados na antiga Secretaria de Governo em Palmas e receberam vários meses de salários, sem nunca terem exercido  funções, no referido órgão público.

Ainda segundo o delegado, os quatro ex-servidores teriam sido exonerados de suas funções, ainda no mês de janeiro do corrente ano, mas durante o período compreendido entre março e dezembro de 2018, tempo em que permaneceram lotados na antiga secretaria teriam recebido cerca de R$ 20 mil reais em salários cada um. Durante a ação policial, realizada nesta sexta-feira, os policiais civis também apreenderam documentos que, em tese, comprovam que os suspeitos recebiam seus salários, mas residiam em Araguaína, sem nunca terem estado em Palmas, onde ficava a sede da extinta secretaria, onde deveriam prestar serviços pelos quais eram remunerados.

As investigações continuam no sentido de apurar a existência de outros casos semelhantes, no âmbito da operação deflagrada nesta manhã e que foi iniciada ainda no final do ano de 2018.

COMENTÁRIOS FACEBOOK