Delegado diz que polícia acredita que jovem pode ter sido morto por engano em Palmas

Nicolas César Fratari de Oliveira foi assassinato na madrugada do dia 16 de novembro de 2019

212

A Polícia Civil prendeu na manhã nessa terça-feira, 21, um homem de 24 anos suspeito do assassinato de Nicolas César Fratari de Oliveira, de 18 anos, na madrugada do dia 16 de novembro de 2019 no estacionamento de uma conveniência na região central da Capital.

De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o homem foi preso na Quadra 407 Norte e confessou a autoria do crime. Segundo o delegado Guido Camilo Ribeiro, um homem também de 24 anos, vulgarmente conhecido como Cannabis, considerado segundo o envolvido no homicídio, já havia sido preso após uma tentativa de homicídio ocorrida em Guaraí, na região centro-norte do Estado.

“Tudo leva a crer que a vítima fora morta por engano. As investigações apontaram que os autores foram ao local na busca de uma terceira pessoa e se confundiram no momento da execução do crime”, ressaltou.

Ainda de acordo com o delegado, os suspeitos confessaram ter consumido álcool e drogas antes do crime. O delegado ressaltou ainda que o homem preso em Guaraí é suspeito de integrar facção criminosa de renome nacional.

Após os procedimentos cabíveis, o homem foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPA). Já o suspeito conhecido como Cannabis continua preso na cadeia pública de Guaraí.

(Da Redação)

COMENTÁRIOS FACEBOOK