MPTO investiga mortandade de peixes no rio Lontra, em Araguaína

O procedimento é de autoria do promotor de Justiça Airton Amilcar Machado Momo

51

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou, na quarta-feira, 11, procedimento para apurar a causa e os possíveis responsáveis pela ocorrência de mortandade de peixes no rio Lontra, em Araguaína, fato ocorrido na terça-feira, dia 10.

O procedimento é de autoria do promotor de Justiça Airton Amilcar Machado Momo, que possui atuação na área de defesa do meio ambiente.

Ao promover a instauração, o membro do Ministério Público requisitou ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e ao 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental que realizassem, com urgência, vistoria no rio Lontra para investigar os fatos e colher informações preliminares sobre os possíveis autores do fato, promovendo as autuações e apreensões que fossem necessárias.

O promotor de Justiça também requereu à empresa Alvorada Energia S.A que informe se houve algum eventual fechamento das comportas da Usina Hidrelétrica Corujão ou se ocorreu redução da liberação de água por parte do empreendimento nos últimos 30 dias.

(Flávio Herculano)

COMENTÁRIOS FACEBOOK