Mulher é atingida por tiro no pescoço e morre momentos após roubo em chácara de Palmas

Testemunhas relataram à PM que estavam reunidos na chácara, quando dois homens chegaram ao local e anunciaram um assalto

410
(Foto: Divulgação)

Uma mulher identificada como Elisangela Ferreira da Costa, de 32 anos, morreu ao ser atingida por um tiro no pescoço, na noite desse sábado, 17, em Palmas. O disparo aconteceu no momento em que ela e um cunhado enfrentaram criminosos que tinham praticado roubo, momentos antes, em uma chácara no setor Irmã Dulce, de acordo com a Polícia Militar (PM).

Testemunhas relataram à PM que estavam reunidos na chácara, quando dois homens chegaram ao local e anunciaram um assalto. Eles fizeram ameaças, roubaram dois celulares e agrediram Elisângela com uma coronhada. Em seguida, fugiram em um carro, de cor prata.

No entanto, segundo as testemunhas, o carro apresentou problemas mecânicos perto da chácara, momento em que Elisângela e um cunhado correram em direção aos criminosos. Conforme a PM, o cunhado tentou tomar a arma dos suspeitos, mas eles efetuaram dois disparos, sendo que um dos tiros atingiu a vítima.

Depois, os criminosos conseguiram fazer o carro funcionar e continuaram a fuga. Elisangela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital Geral de Palmas (HGP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

As características dos criminosos foram repassadas para os policiais e logo após, houve a confirmação de outro roubo em uma conveniência, localizada em um posto de combustíveis. A informação é que os suspeitos estavam em um carro com as mesmas características.

Os policiais foram até o posto e se depararam com um homem em uma motocicleta, com um galão para transportar combustível. Questionado, ele informou à PM que iria comprar gasolina para colocar em um carro no jardim Aureny IV.

Diante da suspeita, os policiais acompanharam o homem até o veículo, onde confirmaram ser um carro semelhante ao usado nos roubos.

O carro e a motocicleta foram levados para a 2ª central de atendimento da Polícia Civil, onde o suspeito foi submetido a um procedimento de reconhecimento.

A testemunha teve dúvidas do envolvimento do suspeito no crime. Por causa disso, o homem foi ouvido e liberado. Já os veículos foram apreendidos para averiguação. Um aparelho celular que estava com o homem também foi apreendido.

Orientações
A Polícia Militar, através da assessoria de comunicação, disse que, em casos como esse, a orientação é:

  • Não reaja a roubos
  • Colha o máximo de informações (tipo do veículo, cor, placa) e características dos autores (vestimentas, cor da pele, cabelo, tatuagens, etc.
  • Acione imediatamente o 190.
  • Procure a Delegacia de Polícia Civil para registrar crimes contra o Patrimônio, na primeira oportunidade.
    (Com informações do G1 Tocantins)

COMENTÁRIOS FACEBOOK