Mulher foragida da Justiça é presa enquanto assistia reprodução simulada de crime bárbaro

J.S.R é suspeita de envolvimento em um roubo em Guaraí

332

Uma mulher identificada pelas inicias J.S.R, de 20 anos, foi presa na tarde dessa quarta-feira, 17, em Divinópolis do Tocantins, enquanto assistia a reprodução simulada de um crime que aconteceu em junho deste ano na cidade e que chocou a população.

De acordo com a Polícia Civil, ela é suspeita de envolvimento em um roubo, no município de Guaraí, no final do ano de 2018, e foi capturada, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, oriundo da Vara Criminal da Comarca da cidade.

A reprodução simulada era sobre o homicídio que vitimou H. L. P. A., de 20 anos, cujo corpo foi encontrado, na primeira semana de junho de 2019, com a cabeça decepada, no banheiro de uma residência em construção, localizada no Setor Sol Nascente, naquela cidade.

De acordo com a PC, os trabalhos periciais estavam em fase de conclusão, quando um dos policiais civis notou a presença de uma mulher, sentada em frente a uma residência vizinha à casa onde eram realizadas as ações de reprodução simulada, e a reconheceu como sendo foragida da Justiça em Guaraí. Além dela, a simulação era observada à distância por muitos vizinhos e populares

J.S.R foi presa e levada para a central de atendimento da PC, em Paraíso do Tocantins, onde o delegado deu cumprimento à ordem judicial.

“Por meio de investigações e troca de informações, sabíamos que havia a possibilidade de a suspeita estar na cidade de Divinópolis, visto que ela tem parentes no local, no entanto, não esperávamos encontrá-la bem próximo ao local em que realizávamos uma reprodução simulada. Quando J.S.R foi reconhecida, foi presa então de imediato”, ressaltou o delegado Eduardo César de Meneses, que comandou a simulação do crime.

(Com informações da SSP)

COMENTÁRIOS FACEBOOK