Com boa qualidade, a semente é o insumo mais nobre da agricultura, afirma agrônomo

Marcos Morais Soares ressaltou que o homem do campo opta por grãos de qualidade duvidosa em razão do custo

173

O doutor em fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa, Marcos Morais Soares, disse que o motivo do homem do campo optar por grãos de qualidade duvidosa no lugar da certificada é, principalmente, por questões de custo, e falta de informação, pois, ao optar em utilizar sementes não certificadas e não fiscalizadas, o produtor irá comprar essas sementes “piratas” por um menor valor.

O, também, engenheiro agrônomo, explicou o que é necessário para se manter as sementes vivas para boa germinação no campo. “Não podemos esquecer que a semente é um ser vivo, que está em repouso fisiológico. Assim, qualquer fator que possa causar prejuízos a esse ser vivo irá resultar em perda de qualidade e até mesmo na morte da semente”, disse.

Leia a íntegra da entrevista sobre qualidade de sementes concedida ao Portal Araguaína Urgente pelo engenheiro agrônomo, doutor em fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa, professor e coordenador do curso de Agronomia do Ceulp/Ulbra em Palmas (TO), Marcos Morais Soares.

Portal Araguaína Urgente: Os agricultores são aconselhados insensatamente para optar por semente de boa qualidade. O que é semente de boa qualidade?
Marcos Soares: Em primeiro lugar, precisamos saber o que é uma semente. A semente é um óvulo maduro e já fecundado, contendo um embrião, que vai originar uma nova plântula. Botanicamente, sementes e grãos são iguais, mas a finalidade é que irá diferenciá-los. As sementes possuem a finalidade de propagação, é um material para semeadura, já os grãos possuem a finalidade de consumo, alimentação, farelo, ração, óleo, etc. A semente não é um simples grão que germina. Ela possui atributos de qualidades: genética, física, fisiológica e sanitária e nutricional.

Portal Araguaína Urgente: Nesse caso o que significa qualidade?
Marcos Soares: A qualidade genética se refere à pureza varietal, potencial de produtividade, resistência ou tolerância às pragas e às condições adversas, precocidade e outras características. A aparência das sementes, pureza física, umidade, peso de sementes e o nível de danificação mecânica são características relacionadas à qualidade física das sementes. O potencial de germinação das sementes e o vigor são características da qualidade fisiológica. E a qualidade sanitária refere-se às sementes sadias e livres de patógenos, não esquecendo também da qualidade nutricional das sementes.

Portal Araguaína Urgente: Qual motivo do homem do campo optar por grãos de qualidade duvidosa no lugar da certificada?
Marcos Soares: Principalmente, por questões de custo e falta de informação sobre os problemas que a utilização de sementes sem procedência pode causar, pois, ao optar em utilizar sementes não certificadas e não fiscalizadas, o produtor irá comprar essas sementes “piratas” por um menor valor.

Portal Araguaína Urgente: Em que uma semente é afetada para que sua qualidade diminua?
Marcos Soares: São inúmeros os fatores: escolha inadequada da região para produção de sementes, principalmente em função do clima, altitude e latitude; escolha de uma área com solo de baixa qualidade química e física; alta competição da cultura com plantas daninhas; presença de pragas e doenças durante o ciclo das culturas; ocorrência de deficiência ou excesso de chuvas; altas temperaturas entre maturidade fisiológica e colheita; não realizar a colheita das sementes no momento e de forma corretos; utilizar temperatura e tempo de secagem incorretos; não ter eficiência e eficácia durante o beneficiamento das sementes; e não armazenar as sementes de forma correta. Além de tudo isso, os produtores rurais, após o recebimento das suas sementes, devem armazená-las de forma correta até o momento da semeadura. A máxima qualidade de um lote de sementes é função direta das condições de produção no campo.

Portal Araguaína Urgente: Quais prejuízos que os agricultores estão correndo com essa troca?
Marcos Soares: A utilização de sementes “piratas”, sem procedência e fora dos sistemas de fiscalização e certificação, pode acarretar em inúmeros prejuízos, como, por exemplo: contaminação dos seus campos com sementes de plantas daninhas, pragas e doenças; baixa germinação das sementes, que irá originar um baixo estande de plantas no campo; baixo vigor das sementes e plantas; menores produtividade e rentabilidade para os produtores rurais, além de não ter amparo jurídico para questionar os prejuízos em função da utilização de sementes “piratas” de baixa qualidade.

Portal Araguaína Urgente: Quais tratamentos preventivos que elas podem ser submetidas antes da semeadura?
Marcos Soares: O principal tratamento preventivo é a utilização de semente de alta qualidade e com procedência de produção, podendo ser sementes fiscalizadas e certificadas. O tratamento de sementes com defensivos agrícolas também é uma ferramenta importante para garantir os processos de germinação das sementes, emergência e para um estabelecimento de plantas de forma satisfatória. Além disso, é preciso se atentar aos demais fatores de produção agrícola.

Portal Araguaína Urgente: O que é necessário para se manter as sementes vivas para boa germinação no campo?
Marcos Soares: Não podemos esquecer que a semente é um ser vivo, que está em repouso fisiológico. Assim, qualquer fator que possa causar prejuízos a esse ser vivo irá resultar em perda de qualidade e até mesmo na morte da semente. Esses fatores já foram mencionados anteriormente, como por exemplo: condições de produção no campo, secagem, beneficiamento e armazenamento das sementes.

Portal Araguaína Urgente: Quais os benefícios do tratamento da semente?
Marcos Soares: O tratamento de sementes é uma forma preventiva para reduzir ou evitar a ação de doenças e pragas que podem causar danos às sementes e plântulas, permitindo um maior potencial para o desenvolvimento inicial da cultura e contribuindo para obtenção do estande inicial adequado, através da utilização de defensivos agrícolas aplicados diretamente nas sementes. Mas é preciso ser criterioso para a utilização desses produtos no tratamento das sementes, pois o uso incorreto pode causar redução da qualidade das sementes, e afetar a sobrevivência das plântulas, devido ao efeito de fitointoxicação. Além de fungicidas e inseticidas, o tratamento de sementes ainda pode ser utilizado para aplicação de produtos biológicos, enraizadores, micronutrientes, polímeros e outros.

Portal Araguaína Urgente: Quais as principais pragas e doenças que são controladas com o tratamento de sementes?
Marcos Soares: Diversas pragas e doenças podem ser controladas ou reduzir as suas ações, nas sementes e plântulas, em função do tratamento, como, por exemplo:

  • Pragas: pulgões; lagarta-elasmo e outros tipos de lagartas; tripes; algumas espécies de nematoides; cupins; mosca branca; vaquinha; cigarrinha; algumas espécies de percevejo; corós; brocas; e outros tipos.
  • Doenças: fusariose; antracnose; tombamento; podridões de colmo; fungos de armazenamento; mancha-púrpura da semente; helmintosporiose; phomopsis; cancro da haste; e outras. Não podemos esquecer que é preciso consultar um engenheiro agrônomo para a recomendação de qualquer defensivo agrícola.

Portal Araguaína Urgente: Qual conselho o senhor deixa aos produtores rurais em relação aos cuidados com a semente?
Marcos Soares: A semente é o insumo mais nobre da agricultura, depositária de praticamente todos os avanços tecnológicos conquistados ao longo de décadas. As altas produtividades e rentabilidades somente serão alcançadas com a otimização de todos os fatores de produção agrícola, sendo que a utilização de sementes de alta qualidade é um dos fatores primários para que o sucesso seja alcançado por cada produtor rural. As chances de gerar bons filhos, a partir de péssimos pais, são muito baixas, ou seja, uma semente de baixa qualidade é incapaz de geral uma planta de alta capacidade produtiva. O engenheiro agrônomo é o profissional capaz de trabalhar com esses fatores de produção e garantir bons resultados, por isso ele é indispensável para o sucesso de qualquer empreendimento agrícola.

(Por Raimunda Costa)

COMENTÁRIOS FACEBOOK